Carros antigos: cuidados com os Pneus

  • Por Falcão
  • 19 ago, 2017

Saiba como manter seu veículo com a melhor performance.

Muitas pessoas possuem automóveis antigos em excelente estado de conservação, por gostarem de modelos deste tipo ou por serem colecionadores. Porém, para manter estes veículos com a manutenção em dia, existem alguns cuidados que devem ser tomados, principalmente quando falamos da vida útil dos pneus .

Estes cuidados são necessários, pois os veículos que ficam um bom tempo parados podem ter problemas, como  pneus ficando “quadrados”, os sistemas de embreagem e freio colados, o ar-condicionado sem eficiência, a gasolina vencida e a bateria sem carga para funcionar.

Assim, conheça algumas dicas para evitar este tipo de contratempo com os seus  pneus :

1- Calibre os pneus, pelos menos uma vez ao mês: acrescentar algumas libras a mais nos pneus antes de deixar o seu carro guardado para que ele não fique “achatado” na parte em contato com o chão. Ao voltar a rodar com o carro, não deixe de calibrar os pneus com a pressão recomendada pelo fabricante. 

2- Dirija o automóvel pelo menos de 30 em 30 dias: caso você não possa, peça para alguém dirigir o seu veículo neste período em destaque, para que os pneus sejam "exercitados" e tenham um rotatividade em ruas e avenidas.

3- Mantenha as revisões em dia: mesmo que o automóvel seja apenas para uma coleção pessoal, é importante manter as revisões em dia. Faça o alinhamento e o balanceamento a cada 10 mil km; se possível, entre 35 e 45 mil quilômetros, troque os pneus antigos por novos!

4- Use cavaletes: em longos períodos de tempo, onde não haverá como utilizar o automóvel de jeito nenhum, uma dica bem interessante é manter os pneus sobre cavaletes; isto, ajudará a preservá-los e a manter uma vida útil razoável.

Gostou das dicas? Utilize-as para manter os pneus do seu carro sempre novos e confiáveis!


Conte com a Casa dos Pneus para lhe ajudar, oferecemos os pneus das marcas mais conhecidas do mercado, com preços justos e atrativos do RJ para você adquirir!


Acompanhe as nossas notícias e descubra mais informações úteis para o seu veículo!


Confira o nosso Facebook com promoções e dicas.

Por Falcão 19 ago, 2017

Muitas pessoas possuem automóveis antigos em excelente estado de conservação, por gostarem de modelos deste tipo ou por serem colecionadores. Porém, para manter estes veículos com a manutenção em dia, existem alguns cuidados que devem ser tomados, principalmente quando falamos da vida útil dos pneus .

Estes cuidados são necessários, pois os veículos que ficam um bom tempo parados podem ter problemas, como  pneus ficando “quadrados”, os sistemas de embreagem e freio colados, o ar-condicionado sem eficiência, a gasolina vencida e a bateria sem carga para funcionar.

Assim, conheça algumas dicas para evitar este tipo de contratempo com os seus  pneus :

1- Calibre os pneus, pelos menos uma vez ao mês: acrescentar algumas libras a mais nos pneus antes de deixar o seu carro guardado para que ele não fique “achatado” na parte em contato com o chão. Ao voltar a rodar com o carro, não deixe de calibrar os pneus com a pressão recomendada pelo fabricante. 

2- Dirija o automóvel pelo menos de 30 em 30 dias: caso você não possa, peça para alguém dirigir o seu veículo neste período em destaque, para que os pneus sejam "exercitados" e tenham um rotatividade em ruas e avenidas.

3- Mantenha as revisões em dia: mesmo que o automóvel seja apenas para uma coleção pessoal, é importante manter as revisões em dia. Faça o alinhamento e o balanceamento a cada 10 mil km; se possível, entre 35 e 45 mil quilômetros, troque os pneus antigos por novos!

4- Use cavaletes: em longos períodos de tempo, onde não haverá como utilizar o automóvel de jeito nenhum, uma dica bem interessante é manter os pneus sobre cavaletes; isto, ajudará a preservá-los e a manter uma vida útil razoável.

Gostou das dicas? Utilize-as para manter os pneus do seu carro sempre novos e confiáveis!


Conte com a Casa dos Pneus para lhe ajudar, oferecemos os pneus das marcas mais conhecidas do mercado, com preços justos e atrativos do RJ para você adquirir!


Acompanhe as nossas notícias e descubra mais informações úteis para o seu veículo!


Confira o nosso Facebook com promoções e dicas.

Por Falcão 10 ago, 2017
Para que você tenha sempre as melhores informações sobre pneus e assuntos similares, os nossos especialistas em mecânica vão dar orientações excelentes para você, a fim de ajudar a evitar problemas com o pneu do seu veículo e deixar sua vida útil mais extensa.

Neste primeiro caso, como evitar o problema do consumo excessivo dos pneus de seu carro, van, ônibus ou caminhão?

Quando a banda de rolamento do pneu apresenta estrias longitudinais e rebarbas de borracha, em menor ou maior quantidade, nas arestas de um dos lados dos tacos, provocadas pelo arrastamento transversal, a causa mais provável para este ocorrido é o desalinhamento da direção e/ou problemas de paralelismo entre os eixos.

A melhor solução para solucionar este contratempo consiste em efetuar o alinhamento às quatro rodas, verificando a desafinação ou desgaste de componentes da direção e da suspensão.

Observação:
procure sempre um mecânico ou uma oficina especializada para este tipo de conserto.

Conte com a Casa dos Pneus para lhe ajudar, oferecemos os pneus das marcas mais conhecidas do mercado, com preços justos e atrativos do RJ para você adquirir!


Acompanhe as nossas notícias e descubra mais informações úteis para o seu veículo!


Confira o nosso Facebook com promoções e dicas.








Por Falcão 04 ago, 2017

Qualquer veículo passará por este tipo de inconveniente: o desgaste dos pneus em uso. Pode demorar um pouco mais, ou até acontecer de forma mais rápida(isso depende do nível de uso por parte da pessoa), mas é algo que vai acontecer e os custos com o conserto poderão ser altos.

Desta forma, é muito importante saber mais sobre este assunto e como proceder da melhor forma possível, a fim de diminuir os contratempos relacionados:

Os problemas de desgaste poderiam ser reduzidos a duas causas principais (humanas e técnicas) mas, como a última pode ser atribuída aos condutores ou aos "profissionais" de assistência, define-se como a única causa sendo de origem humana. A causa deve ser direcionada ao condutor, pois a manutenção do veículo é uma responsabilidade pessoal que também lhe é imputável. 

Portanto, uma classificação mais realista das causas dos problemas de desgaste dos pneus será apenas entre as de responsabilidade direta ou indireta do condutor. 

Sobre responsabilidade direta, podemos citar a falta da verificação da calibragem e do estado dos pneus ; a condução agressiva do veículo; a escolha de um equipamento pneumático ruim ou de qualidade duvidosa; excesso de peso (de passageiros ou materiais).

Ao tocante de avarias técnicas ou mecânicas, podemos citar o desalinhamento da direção; problemas de travagem; dentre outros.

Por este motivo, é importante estar sempre atento aos pneus , desde a sua compra: isso, porque é necessário buscar um produto de qualidade, que irá facilitar a conservação e possui um material de qualidade. Vale muito não só pelo veículo, mas para a segurança de todos!


Conte com a Casa dos Pneus para lhe ajudar, oferecemos os pneus das marcas mais conhecidas do mercado, com preços justos e atrativos do RJ para você adquirir!


Acompanhe as nossas notícias e descubra mais informações úteis para o seu veículo!


Confira o nosso Facebook com promoções e dicas.

Por Falcão 27 jul, 2017
Continuando as dicas sobre pneus , gostaríamos de falar mais um pouco sobre assuntos relacionados a boa qualidade deste equipamento, para que você descubra mais informações relevantes sobre o assunto.

Assim, iremos responder a seguinte pergunta: todos os pneus reagem da mesma forma em um acidente?

No caso, não reagem. Cada pneu tem uma resistência diferente e existem produtos muito mais resistentes que outros. No desenvolvimento de novos pneus , a resistência de um específico contra danos acidentais pode ser aumentada com a adoção de reforços ou materiais mais resistentes e comprovada em testes específicos.

Um dos testes mais realizados pela imprensa especializada e por institutos diversos é o do choque do pneu , em uma velocidade constante, contra uma barra de 8 cm de altura inclinada a 30°. Ele começa com 30Km/h, no qual todos os pneus comparados resistem ao choque. Depois da primeira rodada, a velocidade é aumentada em 2,5 km/h a cada rodada, até o pneu não resistir ao choque e se deformar ou se romper.

De modo geral, a causa mais frequente para o desgaste dos pneus encontra-se em deficiências mecânicas externas ao próprio produto. Por isso, sempre que verificar um desgaste excessivo de uma parte do piso, deve-se ver se a direção, a suspensão ou os travões apresentam alguns problemas.

O pneu é o ponto de consumo principal do automóvel, que se sacrifica para permitir o controle de todo o movimento do veículo, através dos sistemas motriz, direcionar e de travagem. O seu papel na segurança ativa é de primeiríssimo plano, embora os condutores desvalorizem geralmente a sua contribuição para a sua própria segurança e desleixem assuntos relacionados a sua manutenção.

Por isso, fique atento: mesmo o seu pneu sendo aro 13, aro 14, aro 15, Pirelli ou Goodyear, Michellin ou Continental, não importa o tipo ou modelo, você precisará ficar atento para sempre acompanhar o seu desempenho e manutenção!

Conte com a Casa dos Pneus para lhe ajudar, oferecemos os pneus mais baratos do RJ para você comprar! 


Acompanhe as nossas notícias e descubra mais informações úteis para o seu veículo!


Confira o nosso Facebook com promoções e dicas.










Por Falcão 21 jul, 2017
Um problema que ocorre com boa parte dos motoristas, de forma inesperada, são os danos acidentais com o veículo. No caso, são aqueles provocados por forças externas e que ocorrem durante o uso dos pneus . Os mais frequentes são os cortes e os decorrentes de choques e impactos.

Podemos falar mais sobre os cortes:  
Acontecem durante a rodagem e são provocados por objetos pontiagudos, os quais deixam marcas visíveis e evidentes. Em alguns casos, atingem o interior do pneu e geram uma perda de pressão. Um corte pode não ter as consequências imediatas no desempenho. No entanto, com os movimentos e as solicitações sob os quais os  pneus  são submetidos ao longo da sua vida útil, pode evoluir e provocar uma perda brusca de pressão e dificuldades no controle da direção do veículo, aumentando o risco de acidentes.


Danos causados por choques e impactos:  

Podemos destacar que eles também acontecem durante a rodagem do pneu , de forma instantânea, com ou sem perda da pressão. Se caracterizam por rupturas, estiramentos ou dobras provocados por um contato violento do pneu contra um obstáculo, como: buracos, guias ou desníveis de pista. Apresentam-se como uma deformação provocada por uma ruptura dos cabos internos da carcaça ou das lonas de topo, que não são visíveis externamente.


Como evitar este problema e se prevenir do modo correto?

Apesar dos acidentes serem eventos imprevisíveis, algumas ações podem ajudar a evitar o pior:  a resistência dos  pneus pode ser aumentada com a utilização das pressões corretas recomendadas pelo fabricante do veículo para as condições aos quais os pneus estarão submetidos quanto à carga, à posição, à velocidade ou o terreno. Outros fatores, como o controle da velocidade e uma condução mais atenta, também podem ajudar a diminuir estes danos acidentais .


Acompanhe as nossas notícias e descubra mais informações úteis para o seu veículo!


Confira o nosso Facebook com promoções e dicas.









i���# �%���i9
i%�� �%
Por Falcão 12 jul, 2017
As férias de julho estão aí. Não deixe para cima da hora as questões de segurança do seu carro. Evite problemas durante a viagem e faça uma checagem de todos os itens necessários para fazer uma viagem tranquila, evitando gastos desnecessários e surpresas desagradáveis.

Fizemos uma lista importante com itens a serem checados antes de pegar a estrada, mesmo para quem segue a rotina de manutenção. A revisão antes de viajar deve ser feita com pelo menos uma semana antes, pois outros problemas podem aparecer. Veja a nossa lista:


Pneus
Um dos principais itens que nunca é checado é o estepe. Verifique o estado do pneu, se está em boas condições, sem imperfeições ou bolhas. Caso apresente alguma imperfeição, substitua imediatamente. Rodar com pneu com problema pode causar riscos sérios de explosão. Nas estradas esse risco é maior, pois rodando a altas velocidades, o aquecimento do pneu é maior.

Desgaste irregular na banda de rodagem é um indicativo de desalinhamento da suspensão, ou de uso de pressão inadequada no pneu por longos períodos. De acordo com a Resolução 558/80 do Código Nacional de Trânsito, os sulcos devem ter no mínimo 1,6mm de profundidade. É pouco se comparado a um pneu novo, com 8mm em média. Eles são vitais para a correta drenagem na banda de rodagem no caso de chuva, prevenindo a temida aquaplanagem.

Cheque a pressão de todos os pneus, e atente à quantidade de passageiros e bagagem que o carro irá carregar, pois quase todos os modelos exigem pressões diferentes para esta condição.


Rodas
Importante que as rodas estejam boas, sem empenas. Além de aumentar o consumo de combustível, pois com rodas empenadas é difícil manter a pressão uniforme em todos os pneus. Nós da Casa dos Pneus trabalhamos com o desempeno e balanceamento das rodas garantindo a economia e segurança do seu veículo e da sua família.


Macaco, triângulo e chave de roda
Esses itens devem ser conferidos antes de viajar. É importante que faça a utilização desses itens para ver se estão em bom estado. Um triângulo quebrado não ajudaria na hora da sinalização, correto?


Alinhamento e balanceamento das rodas
Importante verificar se a direção não está "puxando" para um dos lados e com vibração. Geralmente percebemos a vibração com o carro em velocidades maiores. Importante fazer essa verificação antes de viajar. Dependendo do problema na direção pode haver um desgaste desigual dos pneus além do perigo na direção.


Barulhos na suspensão
Rangidos, batidas secas ou ruídos que se assemelham a algo frouxo devem ser averiguados. As condições de nosso pavimento podem levar a um desgaste de partes da suspensão antes do prazo previsto na revisão.


Fluidos
Na estrada, o motor é submetido a um esforço maior que no ciclo urbano. Por isso, é importante checar o nível, a validade de todos os fluidos e seus respectivos filtros, bem como a presença de vazamentos: líquido de arrefecimento, óleo do motor e transmissão, fluido de freio, direção hidráulica e embreagem, e nível do combustível do reservatório de partida a frio (carros flex). Se o prazo de troca de filtros e fluidos estiver próximo, não há mal em adiantá-lo.


Sistema elétrico
Confira se as lanternas, faróis e piscas estão funcionando corretamente. Substituir uma lâmpada queimada é algo rápido, e pode prevenir um acidente.


Sistema de limpeza dos vidros
Além do funcionamento dos limpadores e desembaçadores, confira o nível do reservatório de limpeza e o estado das palhetas. Se estiverem ressecadas, não farão o escoamento adequado da água. No dia da viagem, limpe bem os vidros: a sujeira reflete luz e dificulta a visão. Em carros sem ar-condicionado, não é má ideia levar um pano de algodão e um spray anti-embaçante. Na chuva farão grande diferença.

Confira o nosso Facebook com promoções e dicas

Por Falcão 07 jul, 2017

Já verificou o indicador de desgaste do  pneu do seu carro?mais conhecido comoTWI (Tread Wear Indicator) Ele mostra o momento certo para efetuar a troca, reduzindo o risco de rodar com o pneu careca. Há dois tipos básicos de TWI, e a maioria dos pneus vêm com os dois tipos. O primeiro deles é um ressalto de borracha dentro dos sulcos maiores do pneu. À medida que o pneu vai gastando, o sulco vai diminuindo de profundidade. Quando o asfalto estiver encostando no TWI (ou seja, quando a borracha tiver gasto até ele), está na hora de trocar o pneu.

A validade é outro ítem que poucos conhecem. Nós da Casa dos Pneus orientamos os nossos clientes na hora da troca explicando a importância de manter os pneus dentro dos padrões que garantam a qualidade de uso....pneu não se vê só quando está careca.

Devido as nossas ruas esburacadas, é importante se fazer uma manutenção dos pneus entre 5 mil e 10 mil quilômetros rodados ou quando apresentar alguma anormalidade.

Existem alguns sinais que podem estar ligados diretamente aos pneus, como vibração no volante. Fazer um balanceamento geralmente resolve o problema.Balancear as massas do conjunto roda e pneu melhora o equilíbrio e o conforto, já que trepidações também são resolvidas.

O uso de pneus de boa qualidade e procedência auxilia na melhora geral de outras partes do carro, por isso é importante observar sempre o manual do proprietário e seguir a orientação de profissionais.

Pneus com maior aderência não combinam com todos os carros, pois tendem a se deteriorar mais rapidamente em determinados tipos de veículos. Já os pneus de chuva não são os melhores para pisos secos, e isso pode gerar problemas. Com tanta variedade, a escolha deve ser orientada e experimentada diversas vezes antes da adaptação correta.


Venha nos fazer uma visita para realizarmos a avaliação dos seus pneus! Orçamento sem compromisso!
Ligue e agende sua visita: Tel.: (21) 3983-6165 - 3983- 6171 

Funcionamento:  segunda a sexta de 08 às 18 horas e aos sábados de 08 às 16 horas.

Confira nossa página no Facebook

Share by: